Foto: Daniel Castellano/SMCS

Quem testar positivo para a Covid-19 em Curitiba, a partir desta quarta-feira (24), não vai poder usar o cartão transporte por sete dias. Segundo a prefeitura, o cartão vai ser bloqueado a partir da data confirmação do exame PCR. A medida era esperada há meses por moradores da cidade que dizem que os ônibus municipais vem sendo grande foco de Covid.

A regra vale para todos os tipos de cartões: usuário, isento, idosos e estudantes. Após o período, o usuário vai precisar agendar o desbloqueio no site da Urbs.

Segundo a prefeitura, a decisão da Urbs se ampara no termo que cada cidadão assina no momento do resultado positivo do teste RT-PCR, quando se compromete a ficar em isolamento por sete dias.

Curitiba está, desde o dia 13 de março, em bandeira vermelha de alerta máximo contra o novo coronavírus. A cidade tem 3.561 mortes e 166.314 casos confirmados pela Covid-19, desde o começo da pandemia, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de terça-feira (23).

O projeto tem por objetivo evitar que pessoas diagnosticadas com a doença furem o isolamento social, colocando em risco a sua saúde e de outros usuários dos ônibus, segundo a prefeitura.

Os ônibus vem sendo apontados como um dos principais focos de disseminação da doença após estudos divulgados pelo TCE, que inclusive pediu o bloqueio do transporte coletivo em Curitiba, mas a Prefeitura conseguiu manter funcionando.

A medida será implementada através de um compartilhamento de dados entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Urbanização de Curitiba (Urbs).

“Assim que a saúde compartilhar os dados, automaticamente os cartões destes pacientes não poderão ser utilizados. É uma medida de precaução importante para evitar a propagação da pandemia”, explicou o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta