O Paraná é reconhecido mundialmente como referência em doações e transplantes de órgãos, e acaba de dar mais um salto para continuar se destacando na área. Por meio do SUS, o Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, voltou a realizar um procedimento que não era feito em todo o estado desde 2015 em crianças abaixo de 5 anos.

O transplante pediátrico de fígado foi realizado em um menino de um ano e dois meses no dia 27 de janeiro e o paciente recebeu alta na quarta-feira (19). Mathias Fernandez Baião Wagner é de Foz do Iguaçu e foi diagnosticado com problemas no fígado nos primeiros dias de vida. O pai, Vitor Fernando Wagner, de 19 anos, foi quem cedeu parte do órgão para o filho.

No período em que o serviço não era prestado no Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde, através do SET/PR, transferia os pacientes pediátricos que necessitavam de um fígado para São Paulo ou Rio Grande do Sul.

Com o Serviço de Transplante Hepático sendo ofertado novamente, o Hospital Pequeno Príncipe vai atender crianças e adolescentes, com prioridade a crianças menores de dez anos. Neste ano, o hospital ainda deve realizar mais dez cirurgias.

Para esse momento histórico, o Hospital recebeu o cirurgião Rodrigo Vianna, diretor do Miami Transplant Institute (MTI) – o maior hospital de transplantes dos Estados Unidos.

Fonte: AEN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta