ônibus
Foto: Pedro Ribas/SMCS

Segundo a Prefeitura, no primeiro dia útil da bandeira vermelha, o movimento no transporte coletivo de Curitiba caiu 21% em relação à semana anterior.

Com o decreto mais rígido até o momento desde o início da pandemia, a prefeitura conseguiu reduzir em 21% o movimento no transporte coletivo, o número de redução é pequeno perto do esperado, já que muitas atividades essenciais empregam milhares de pessoas, o que impede um ‘lockdown’ efetivo.

Ao todo, na segunda-feira (15/3) foram 248.220 passageiros nos ônibus da capital. Na segunda-feira da semana passada (8/3), o número de usuários foi de 314.032. Significa que 66 mil usuários deixaram de usar o sistema depois das novas medidas. Os dados são da Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia o sistema no município.

A bandeira vermelha, prevista no decreto n° 565/2021, entrou em vigor no sábado (13/3) e ampliou as restrições para conter o avanço da covid-19. Só podem funcionar atividades essenciais, e mesmo assim, com limites de horário, com o objetivo de reduzir a circulação de pessoas, e o contágio do coronavírus. As novas regras valem até o próximo domingo (21/3).

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta