No sábado (10), imagens de uma suposta festa clandestina realizada em Curitiba, viralizou nas redes sociais. Segundo relatos, as imagens do evento foram reproduzidos pelo sócio de uma casa noturna da capital paranaense. negou qualquer participação no evento.

Os vídeos que foram divulgados no Twitter mostram dezenas de pessoas aglomeradas em um pequeno espaço, contrariando as recomendações da saúde neste momento de pandemia do Coronavírus. Um dos vídeos ainda mostra uma pessoa pulando em uma piscina, mesmo a noite com 10°C.

Ainda segundo a denúncia, as imagens foram gravadas por um sócio da Pandoo Club Restaurante e Bar Ltda, que apagou o perfil no Instagram após a repercussão.

Uma nota foi divulgada pelo escritório de advocacia Breta, Gomes e Tavares, que representa a Pandoo e nega a participação no evento.

Leia a nota na íntegra:

A Pandoo Club Restaurante e Bar Ltda, manifesta-se em relação às más associações que vem sendo impropriamente realizadas ao seu nome, desde a data de ontem, 08/05/2020, nas redes e mídias sociais, referente à suposta organização de festa particular e aglomeração de pessoas, esclarecendo que não possui qualquer vínculo com o ocorrido assim como repudia todo e qualquer tipo de organização festiva e aglomeração de pessoas conforme orientações e determinação da Organização Mundial da Saúde – OMS. Ressalta que conforme Decreto Legislativo nº 6, publicado em data de 20 de março de 2020, o qual reconhece o estado de calamidade pública em todo o território brasileiro, suspendeu todas suas atividades desde a referida data conforme informações publicadas oficialmente em todas suas redes sociais, de fácil constatação, estando devidamente fechada desde então, não realizando qualquer tipo de atividade ou evento, muito menos de natureza prejudicial à saúde de toda a população devido a pandemia que assola o país e todo mundo diante da proliferação do vírus COVID-19. Ressalta que foi uma das primeiras casas noturnas a decretar oficialmente seu fechamento no município de Curitiba – PR, seguindo todas as determinações do Poder Público e das autoridades sanitárias sobre a pandemia, não pactuando com qualquer tipo de aglomeração e realização de festas clandestinas. Portanto, qualquer tipo de associação ou menção que venha a dilapidar sua imagem e conduta, seja de qualquer natureza, serão devidamente analisadas e tomadas as providências legais, vez que falsas e claramente infundadas.

Fonte: Banda B

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta