A vendedora Patty Tayler fez um relato emocionante sobre a amizade e o senso de companheirismo entre seus colegas de trabalho que viralizou nas redes sociais.

Patty reside em Londrina (PR), e contou que uma das funcionárias da loja onde ela trabalha tem meta de venda todo mês. Se ela não bate a meta, não recebe comissão, apenas o salário-base.

No último dia de trabalho do mês, Patty e seus colegas souberam que ela ainda tinha que vender mais de R$ 1.000 para completar a meta.

Dispostos a ajudar, eles se uniram para bater o número e ajudar a colega. Para isso, foram até a seção “Lar” da loja, e começaram a comprar cortinas, lençóis, tapetes e muito mais – parcelando em até 10 vezes, se fosse o caso.

“Todos se juntaram e fomos pegando as coisas, maior fuzuê”, relembra a vendedora. “Eu já [toda] endividada, me endividando mais. Tudo pra ajudar ela.”

Em poucos minutos, o grupo comprou R$ 1.300 em produtos, valor mais do que suficiente para a amiga bater a meta e receber sua comissão.

“Todos endividados, mas felizes!“, brinca Patty.
“Eu estou muito feliz por trabalhar em um lugar com pessoas maravilhosas, somos uma equipe, uma família”, concluiu.

Fonte: Razões para Acreditar

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

1 COMENTÁRIO

  1. A escravidão só mudou de formato. Empresários gananciosos não respeitam seus contratados que são a máquina das empresas. PARABÉNS aos verdadeiros amigos que fizeram algo evangelizador neste ato cristão, que, ajudou o colega, e, esperando que toque o duro coração do patrão.

Deixe uma resposta