O Governo do Paraná investiu R$ 5,5 bilhões em 2019, o equivalente a 12,20% da receita líquida do Estado, superando assim o mínimo exigido por lei. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, apresentou os resultados em audiência da Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa do Paraná, na terça-feira (3). A prestação de contas foi referente ao último quadrimestre de 2019.

A estratégia de regionalização dos serviços de saúde, os investimentos na atenção à saúde do idoso, o fortalecimento dos consórcios municipais de saúde e a mortalidade fetal e infantil, que apresentou números mais baixos se comparado ao ano passado, foram alguns dos principais assuntos durante a reunião.

Segundo o secretário, uma das prioridades do Governo, é fortalecer a regionalização dos serviços de saúde, de forma que as pessoas sejam melhor atendidas e percorram menores distâncias.

O Governo de política intersetorial apresenta também o projeto para que seja possível promover um envelhecimento com mais qualidade. Em 2019, a Secretaria realizou o 1º Encontro Envelhecer com Saúde no Paraná, com objetivo de sensibilizar os profissionais para a necessidade de desenvolver ações multi e intersetoriais que atendam as demandas da crescente população idosa do Paraná.

A secretaria da saúde também pretende reduzir as taxas de mortalidade materno-infantil. Em 2019 foi realizada uma capacitação nas quatro macrorregionais de Saúde do Paraná. Em 2019, 1.566 óbitos infantis foram registrados, em comparação a 2018, que apontou 1.614. Já para morte fetal, foram 991, em 2018, e 970 no ano passado.

O secretário ainda ressaltou sobre a importância da participação da população no combate a dengue.

Fonte: AEN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta