Recorde de doses aplicadas e muita emoção marcaram o mutirão da vacinação contra a covid-19 neste sábado (21/8), em Curitiba. Entre os 45.611 jovens que receberam a primeira dose da vacina estavam filhos de profissionais de saúde que trabalhavam na imunização da população.

Ronald Gielow, enfermeiro da Secretaria Municipal de Saúde há 36 anos, aplicou o imunizante no filho Eduardo, de 25 anos. O encontro entre pai e filho foi no Pavilhão da Cura, no Parque Barigui, onde Gielow coordena as capacitações das equipes de vacinadores da cidade e também os estagiários.

Eduardo foi o último dos quatro filhos que Ronald vacinou.

“Aguardei com muita ansiedade as faixas etárias diminuírem para chegar a vez dos meus filhos, é emocionante vacinar minha família e é diferente de todas as outras vacinas que já apliquei neles em outras ocasiões”, disse Gielow.

No ponto de vacinação da praça Ouvidor Pardinho, no Centro, Rogério Ferreira, cirurgião dentista da Secretaria Municipal há 27 anos, aplicou a primeira dose no filho Maurício.

Depois da vacina, um abraço forte entre pai e filho simbolizou a esperança de dias melhores.

“Já é emocionante poder participar de uma campanha importante como essa e juntar isso com a oportunidade de imunizar um filho fica ainda mais especial”, relatou Rogério.

Fonte: Prefeitura de Curitiba

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta