Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (10), três hospitais particulares de Curitiba fecharam os prontos-socorros temporariamente devido à alta procura por atendimento.

O Hospital Pilar disse que atingiu a capacidade máxima no pronto-socorro e, por isso, restringiu o atendimento. Além disso, o hospital afirmou que está no limite máximo de ocupação nos setores de internação e UTIs, sem condições de novos internamentos.

“Pedimos a compreensão de nossos pacientes, retomaremos a operação assim que tenhamos condições de realizar novos internamentos”, comunicou a unidade.

O Hospital Nossa Senhora das Graças informou que o pronto atendimento adulto está com restrição, priorizando pacientes com quadros clínicos mais graves.

“Trata-se de uma medida emergencial, que visa otimizar todos os recursos existentes aos pacientes mais graves, por atingirmos nossa capacidade máxima de atendimento, devido à pandemia da Covid-19”, pontuou.

Já o Hospital Marcelino Champagnat informou que, com o aumento expressivo da procura por atendimento, o pronto-socorro está atuando com limitações nesta quinta-feira e com leitos de UTI 100% ocupados.

“Em alguns momentos, o serviço atinge a capacidade máxima instalada e, por esse motivo, o atendimento fica restrito”, comunicou a unidade.

Fonte: G1

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta