Vacina
Foto: Siphiwe Sibeko/Pool via AP

O Governo do Estado inicia nesta sexta-feira (26) uma campanha junto aos municípios do Paraná para vacinar os grupos prioritários de domingo a domingo. A ideia, apresentada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, é incentivar ainda mais a imunização, valorizar a sua importância na luta contra a pandemia e acelerar a aplicação em cidades que têm mais dificuldades de operacionalizar o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

Segundo levantamento preliminar da Secretaria de Estado da Saúde, municípios de todas as regiões vão aderir já neste final de semana e a expectativa é de que a campanha ganhe corpo no decorrer dos próximos dias. Vão participar, por exemplo, Londrina, Maringá, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama, Pinhais, São José dos Pinhais, Colombo, Almirante Tamandaré, Foz do Iguaçu, Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Maria Helena, Alto Paraíso, Altônia, Jandaia do Sul, Apucarana, Mandirituba, Jacarezinho, Goioerê, e diversos outros.

“Estamos batalhando diariamente junto ao Ministério da Saúde e laboratórios privados para aumentar a disponibilidade de vacinas, mas, ao mesmo tempo, temos que ser certeiros com as doses que já recebemos e que vamos receber em frequência cada vez maior. Precisamos imunizar rapidamente os grupos prioritários. A vacina é a única alternativa que temos para vencer o coronavírus”, disse o governador Ratinho Junior.

Ele destacou que o Estado tem conseguido disponibilizar as doses aos municípios em tempo recorde com o auxílio de aeronaves e caminhões refrigerados. Essa mesma dinâmica se repetiu dez vezes nas dez remessas recebidas pelo Paraná desde meados de janeiro. Com as 227,4 mil doses desta sexta-feira (26), o Estado se aproxima de 2 milhões de doses já recebidas, montante apto a imunizar cerca de 1 milhão de cidadãos.

“Com a imunização chegando a mais pessoas vamos diminuir a tensão sobre o sistema de saúde. Queremos dar velocidade. É o primeiro Estado do País a fazer essa campanha de domingo a domingo. Vamos dar todo o apoio necessário aos municípios”, completou o governador.

Ele reforçou, ainda, que há estimativa de recebimento de 300 mil doses semanais no Estado a partir do próximo mês e que os próximos que devem ser vacinados, além dos idosos, são os trabalhadores da educação e as forças policiais.

Paraná já vacinou 88,25% dos profissionais de saúde com a 1ª dose
Governo reforça orientação para que municípios agilizem a vacinação
“Queremos que as vacinas cheguem nos braços dos paranaenses para aumentar a imunização no Estado todo. Com as novas remessas, estamos descendo para base da pirâmide populacional e precisamos usar toda a nossa capacidade de vacinação para acelerar esse processo. Agora teremos um fluxo melhor de vacinas”, enfatizou o secretário Beto Preto.

A Secretaria de Estado da Saúde se reúne de forma constante com os secretários municipais para acompanhar de perto as ações de vacinação, sugerir mudanças e ouvir as demandas. Nos últimos meses foram três reuniões virtuais para solicitar urgência nas aplicações das doses recebidas. O Paraná tem quase 2 mil pontos de vacinação.

BALANÇO – Até a manhã desta sexta-feira a média de aplicação da primeira dose nos municípios ainda era de quase 70%, segundo balanço do Vacinômetro, abastecido a partir de dados informados pelas prefeituras. O Paraná aplicou 750.395 primeiras doses entre as 1.092.508 distribuídas, o que significa 16% dos 4.635.123 paranaenses no grupo prioritário ou pouco mais de 8% da população adulta.

AEN

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta