Márcia Huçulak, a secretária municipal da Saúde de Curitiba, afirmou que a reabertura de cinemas, teatros e liberação para festas e eventos não tema ver com as eleições em Curitiba. A prefeitura publicou novo decreto, que entrou em vigor neste sábado (10), com mais flexibilizações durante a pandemia, destaca o Paraná Portal.

“A gente está em época de eleição, mas nosso comitê é técnico e nossa bandeira é extremamente matemática. Nós temos hoje a menor nota da bandeira amarela desde o início do monitoramento dos casos. Pela primeira vez, desde o final de junho, temos quatro indicadores amarelos. Tem gente ideologizando as bandeiras, mas nosso grupo é muito técnico e muito sério”, defendeu.

As cores das bandeiras: amarela (alerta), laranja (risco médio) e vermelha (risco alto) são representadas pelas notas 1, 2 e 3, valores da taxa calculada por meio de nove indicadores. Seis deles avaliam o nível de propagação da doença e três monitoram a capacidade de resposta do Sistema de Saúde da cidade.

Segundo a secretária, os indicadores atuais dão segurança para o retorno das atividades e  destacou que há muito mais conhecimento sobre o vírus neste momento do que no início da pandemia.

“As coisas foram se solidificando o e fomos ganhando aprendizado. Estávamos todos assustados em março. Quem não se assustou com os caminhões e tendas no Central Park?”, questionou.

Márcia defendeu a volta do funcionamento da sociedade.

“As pessoas com quadros respiratórios precisam ficar isoladas. O uso da máscara, álcool em gel são altamente efetivos. A sociedade pode, sim, voltar a funcionar. Estudamos todos os óbitos e como se deu o possível contágio, o que nos permite, com mais segurança, soltar algumas atividades”, disse.

Fonte: Paraná Portal

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta