Luiz Costa / SMCS

Em meio às abordagens a pessoas suspeitas no Centro da cidade, o Grupo de Pronto Emprego Operacional (GPEO) da Guarda Municipal apreendeu mais de 100 armas brancas nos últimos cinco meses. Foram encontradas 100 facas, além de facão, canivete, punhais, estiletes, barras de ferro perfurocortantes, chaves de fenda, tesouras e serrote.

“Também houve a apreensão de três simulacros de arma de fogo (armas de brinquedo) e instrumentos utilizados para forçar a entrada em estabelecimentos comerciais, para a prática de furtos”, relata o coordenador do GPEO, supervisor Antonio Flausino. De acordo com ele, esse material será agora encaminhado para destruição.

Desde o início do ano, foram mais de 2,3 mil abordagens a pessoas suspeitas na região central feitas pelo GPEO, que conta com equipes 24 horas por dia em patrulhamento preventivo em ruas e praças, com apoio de viaturas, da ciclopatrulha e do Grupo Tático de Motos (GTM).

No período, 675 indivíduos foram encaminhados para a autoridade policial, após abordagens e flagrantes em crimes e delitos diversos, como uso, porte e tráfico de drogas, furto, roubo e dano. Desse total, 343 referem-se a pessoas que estavam com mandado de prisão em aberto.

O GPEO foi criado para dar uma resposta mais efetiva às ocorrências na região central, onde há concentração de grande quantidade de pessoas. O grupo mescla a experiência de guardas com anos de profissão com aqueles que acabaram de ingressar na corporação.

O aumento no efetivo da região central foi possível a partir das recentes contratações feitas para a corporação pela administração municipal. São 462 novos guardas, superando a meta estipulada inicialmente, de 400 contratações.

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta