Sanepar

Nesta terça-feira (11), a Sanepar anunciou um novo modelo de rodízio. A partir desta sexta-feira (14), as casas passam a ficar 36 horas sem água e 36 horas com água.

O corte será parecido ao que já vinha sendo feito: 24 horas sem água, e 12 horas para a normalização. O que vai mudar agora é que o período com água, entre os cortes, será menor. Antes acontecia a cada cinco dias, agora acontecerá a cada um dia e meio.

“É fundamental pensar em fevereiro do ano que vem, não mais em setembro”, afirmou o diretor de Meio Ambiente da Companhia, Julio Gonchorosky.

Segundo a Sanepar, o problema agora é que, mesmo que aconteçam chuvas de verão, não será suficiente.

Os reservatórios vêm operando com 28% do volume, quando a quantidade ideal seria 60%. Ainda conforme a companhia, as alternativas mais rápidas para tentar manter o abastecimento já foram esgotadas, sendo preciso “mudar de estratégia”.

O Simepar informou ainda que a estiagem pode ter um agravamento nos próximos meses. Normalmente, as chuvas que ocorrem entre a primavera e o verão recuperam o que deixa de chover no inverno. Mas além do déficit muito grande, tudo indica a formação do fenômeno La Niña, que diminui ainda mais o regime de chuvas.

Fonte: Plural

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta