UTI

As três capitais do sul do Brasil, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, estão longe de atingir o pico de mortes por coronavírus, indicando a retração de combate á pandemia. Essa, é a conclusão de pesquisadores que desenvolveram uma plataforma de estudo matemático para atingir esse resultado.

A pesquisa é da Universidade Federal do Paraná, Universidade Federal de Pernambuco e Universidade Federal de Sergipe e diz que as capitais do sul regrediram no combate à doença, enquanto Recife e Belém já ultrapassaram o pico de mortes.

Outras cinco capitais estão na mesma situação, segundo a pesquisa. São elas: Goiânia, Belo Horizonte, Campo Grande, João Pessoa e Brasília. O estudo considera a situação das 27 capitais no dia 19 de julho, que vem se mantendo desde então.

De acordo com os cientistas, as oito capitais citadas estão com a curva acumulada de mortalidade em ascensão, seja ela mais ou menos acentuada. Considerando que todos os estados brasileiros tinham mortes confirmadas por coronavírus já na primeira quinzena de abril, o cenário sugere que as cidades falharam nas medidas de combate, permanecendo com a curva ascendente desde o início ou houve retrocessos por causa do afrouxamento de medidas de prevenção.

Nesse último caso, é possível notar uma mudança de rumo na curva dos gráficos de mortalidade que os autores da pesquisa chamaram de “relargada”.

O professor do departamento de física da UFPR Giovani Vasconcelos disse que foi o que ocorreu em Curitiba. A curva de óbitos da cidade parecia perto de ponto de inflexão para formar o platô e houve a ‘relargada’ no fim de junho. É um quadro parecido como o das outras capitais do Sul.

Em breve, o sistema desenvolvido, poderá ser ser acessado por qualquer interessado, por meio de um app para celulares batizado com o nome de ModInterv. Assim como na ferramenta on-line, o aplicativo permitirá escolher curva (contágio ou óbitos) e localidade (cidade, estado ou país). Há ainda a opção de gerar imagens dos gráficos para download. No momento o app está em fase de avaliação pela Google Play Store.

Fonte: CBN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta