Foto: Prefeitura de Pontal do Paraná

O decreto do governo federal, que estabelecia uma quarentena mais restritiva nas cidades da 1ª Regional de Saúde – Paranaguá, terminou nesta terça-feira (21). A partir desta quarta (22) passam a valer nas oito cidades do litoral os decretos municipais.

As oito cidades que passam a contar com novos decretos são: Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná.

Em Pontal do Paraná, as novas medidas incluem toque de recolher, orla interditada e permitem algumas atividades do comércio com restrição de horários.

“Fica interditada toda a orla do território de Pontal do Paraná, sendo vedado o acesso as praias, competindo ao Município a adoção das medidas necessárias para evitar a aglomeração de pessoas”, descreveu o decreto.

“Fica estabelecido o “TOQUE DE RECOLHER” diário, a partir de 22 de julho de 2020, sendo vedada a locomoção, permanência em qualquer espaço público, abarcando logradouros, praças e calçadão, entre às 23:00 horas às 05:00 horas do dia seguinte, em razão do enfrentamento da pandemia decorrente do Novo Corona vírus- COVID-19, a fim de evitar a sua propagação”, diz o novo decreto de Pontal do Paraná.

No caso das atividades comerciais em Pontal, poderão funcionar com restrições e horário limite para fechamento. Confira:

– 20:00 horas: aviários, clínicas veterinárias, materiais de construção, oficinas, borracharias, bares, salões de beleza, barbearias peixarias, mercados de peixes, os atacadistas, varejistas, lojas de conveniência e lojas em geral e demais estabelecimentos similares;

– 21 horas: padarias, quitandas, sacolões, mercearias, mercados, supermercados.

– 22 horas: academias, postos de combustíveis, food truck, distribuidoras de bebidas, sorveterias, lanchonetes e os restaurantes, com atendimento presencial,

– 24 horas: lanchonetes, restaurantes e distribuidoras de bebidas, exclusivamente no sistema de delivery (entrega em domicílio) e/ou retirada em balcão (take away), sendo vedada a permanência dos clientes no estabelecimento, bem como as. farmácias.

Além disso, “em todo o território municipal, os estabelecimentos comerciais deverão priorizar o atendimento aos idosos em suas 2 (duas) primeiras horas de funcionamento”, esclarece o decreto

Fonte: RICMAIS

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta