Foto: Eduardo Matysiak

O Ministério Público voltou a pedir na Justiça a implantação de lockdown imediato no Paraná. O pedido, feito na quinta-feira (16), é para que todo o comércio não essencial feche as portas e que as pessoas flagradas fora de casa sem motivo sejam presas. Os cinco promotores justificaram o pedido dizendo que o sistema de saúde está sobrecarregado.

O pedido será analisado pelo juiz da 4ª Vara de Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Bana. Ele já negou um pedido anterior.

O SindiAbrabar pediu para ser ouvido antes que o magistrado tome a decisão de aceitar ou não o pedido. O representante da categoria, Fabio Aguayo, reclama que o Ministério Público não conversa com o setor econômico antes de pedidos como esse.

O pedido foi assinado pelos promotores de Curitiba, Marcelo Maggio, de Cascavel, Ângelo Santana, de Londrina, Susana Lacerda e de Maringá, Michele Nader.

Fonte: RICMAIS.

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

1 COMENTÁRIO

  1. Fique vcs promotores em casa, vocês não representam de nenhuma forma o desejo do povo, se eu quero pegar Ir para rua eh problema meu e nao de vocês. Eh minha responsabilidade e nao a de vcs. Ignorantes

Deixe uma resposta