Nos últimos dois meses, o coronavírus teve um grande avanço em Curitiba, segundo os dados divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde na última sexta-feira (3).

A regional com maior incidência continua sendo a Matriz, seguida por Bairro Novo e Santa Felicidade. Os números aumentaram significativamente desde maio. Em 05/05, a Regional Matriz tinha 90 casos a cada 100 mil habitantes. Já em 05/06, eram 163,2 casos a cada 100 mil habitantes. E em 03/07, os números subiram ainda mais, somando 527,6 casos a cada 100 mil habitantes.

Na Regional Bairro Novo, em 05/05, eram 16,7 casos por 100 mil habitantes. Em 05/06, 58,4 casos a cada 100 mil habitantes. Já em 03/07 a incidência saltou quase sete vezes, contabilizando 394,1 casos a cada 100 mil habitantes.

Na Regional Santa Felicidade, terceira com maior incidência, eram 56,6 casos a cada 100 mil habitantes em 05/05. Depois, em 05/06, 83,6 casos a cada 100 mil habitantes. E por fim, em 03/07, a somatória era de 370,3 casos a cada 100 mil habitantes.

Com relação aos números absolutos, se comparando o painel de 26/06 e 03/07, a cidade teve 50 mortos por coronavírus. Na sexta-feira (03), as regionais Matriz e Boqueirão tinham 25 mortes cada. Seguidas pela regional Boa Vista, com 24 óbitos; Bairro Novo e CIC com 18 falecimentos cada.

Sobre o perfil das vítimas, 57% eram do sexo masculino e 43% do sexo feminino. Além disso, 77% das pessoas que morreram tinham acima de 60 anos.

Já sobre os infectados pela doença, a maioria são mulheres com 53%, enquanto os homens somam 47%. A faixa etária mais atingida é de 30 a 39 anos, com mais de 1200 casos. Em seguida, os adultos com 40 a 49 anos, com mais de 1 mil registros. Do total de casos confirmados em Curitiba, 15% precisaram de internamento.

Até a última sexta-feira, mais de 51 mil testes foram aplicados na população para identificar a doença.

Fonte: CBN

RECOMENDADOS:

Deixe uma resposta