Foto: Hully Paiva/SMCS

Em mais uma Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), equipes da Prefeitura de Curitiba e do Governo do Estado vistoriaram na noite desta sexta-feira (19) bares nos bairros Água Verde, Alto da XV, Bairro Alto, Bigorrilho, Boqueirão, Hauer, Jardim das Américas, Pinheirinho, Portão, Rebouças, São Francisco, Sítio Cercado e Tatuquara.

Dos 19 estabelecimentos visitados pelas equipes, 14 estavam fechados e os demais foram autuados e interditados. Um bar no Rebouças e uma casa de eventos no Sítio Cercado foram interditados por descumprirem o estabelecido no decreto municipal de alerta de risco da pandemia do novo coronavírus. Os outros três foram notificados pelo Urbanismo.

“Os locais em desacordo com as medidas publicadas para o enfrentamento à covid-19, terão as atividades paralisadas e podem ter os alvarás cassados”, explica a Diretora do Departamento de Fiscalização, Jussara Policeno.

Na tarde desta sexta-feira (19) foram paralisadas as atividades em três estabelecimentos que funcionavam em desacordo com as medidas do Protocolo de Responsabilidade Social e Sanitária.

A Aifu tem a participação das equipes das secretarias municipais do Urbanismo, Saúde, Defesa Social e Trânsito, Polícia Militar Corpo de Bombeiros.

As ações de fiscalização serão constantes neste fim de semana e vão acontecer durante o dia e à noite. Desde segunda-feira (15/6) as equipes da Prefeitura realiaaram 239 inspeções sanitárias e vistoriaram 82 estabelecimentos comerciais e de serviços, em diferentes bairros.

“O ideal seria que as ações não fossem necessárias, uma vez que existe um decreto municipal com a intenção de conter a propagação do vírus, cada um de nós tem a responsabilidade de cumprir a lei, independente da fiscalização”, diz Jussara.

Desde 17 de abril, quando entrou em vigor a resolução 01/2020, que estabelece medidas para os estabelecimentos comerciais e de serviço em atividade, os fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo fizeram 390 fiscalizações, em diferentes bairros, que resultaram em 315 notificações sobre questões relacionadas à covid-19 e mais de 130 notificações por irregularidades apresentadas nos alvarás.

Também aplicaram ações de embargo em 30 estabelecimentos, que acabaram tendo as atividades encerradas no ato da fiscalização.

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta