O Litoral paranaense vai ganhar ainda neste semestre uma nova atração, a Maria Fumaça vai voltar a passear no trecho entre as duas cidades. Os passeios serão diários e casados com a descida do trem pela Serra do Mar.

Esse resgate só foi possível devido ao protocolo de intenções para a revitalização da ligação férrea, formalizado pelo Governo do Estado e a empresa Rumo Logística. A ABPF, entidade sem fins lucrativos que promove a conservação do patrimônio histórico ferroviário brasileiro, será responsável pela operação.

As obras já estão sendo feitas na ligação de 16 quilômetros. O turista agora vai conhecer as duas cidades históricas do Litoral passando pela Mata Atlântica de trem. As últimas excursões regulares usando a linha aconteceram na década de 1990.

Segundo a ABPF, os trechos serão diários e a operação começa já em abril.

“O intuito é de fomentar o turismo, porque a ABPF e as cidades dependem da receita do turismo para sobreviver. Todo dinheiro da bilheteria será usado para o museu que vamos criar em Antonina ou Morretes. A ideia é ter um centro de memória do trem, tão importante para essas cidades”, explica Marlon Ilg, vice-presidente da associação.

A programação inicial é de viagens de 50 minutos a 1 hora de duração, com atrações locais dentro dos vagões. Há, inclusive, projetos que envolvem os produtos típicos do Litoral,

“É um projeto muito completo. Estamos conversando com Paraná Turismo e com as duas prefeituras, amadurecendo a operação para ter tudo pronto até a Páscoa. Temos mais de 40 anos de experiência no mercado e queremos replicar o sucesso do trem do vinho do Rio Grande do Sul”, acrescenta Marlon.

“Teremos teatro, música regional, e roteiros casados, além de uma locomotiva totalmente repaginada e o visual emblemático da Serra do Mar paranaense”.

Fonte: AEN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta