Para quem quer uma renda extra, a startup Anthor trouxe uma novidade. O novo negócio de Curitiba tem modelo semelhante a de outros aplicativos como Uber, 99 e iFood. Neste caso funciona assim: empresas interessadas no serviço de reposição se cadastram com a startup e as pessoas interessadas em realizar o serviço baixam o app. Depois disso, as tarefas aparecem para os repositores, que ganham para realizá-las.

Em geral, a reposição de gôndolas é feito pelas marcas. Mas esse modelo não funciona bem nem para o repositor, que ganha pouco, nem para a empresa, pois boa parte do tempo de trabalho é gasto no trajeto entre uma loja e outra.

A intenção da Anthor é que cada reposição possa ser realizada por qualquer pessoa cadastrada no app. Assim, o repositor escolhe a região para realizar as tarefas, evitando grandes deslocamentos, e ainda pode atender várias marcas ao mesmo tempo.

Para participar, o repositor deve baixar o app, comprar a camiseta de identificação, receber treinamento online e pagar a mensalidade de R$ 1,99 para usar o app. A renda de um repositor Anthor pode chegar a 3 mil reais mensais e o profissional escolhe seu horário de trabalho. A cada tarefa realizada, o repositor recebe de 10 a 60 reais.

A startup já tem 120 empresas clientes, dentre elas Coca-Cola, Ambev e Philip Morris. No total são 16 mil repositores cadastrados, e 900 lojas atendidas, incluindo unidades de redes como Big e Lojas Americanas.

Em janeiro de 2019, a startup recebeu 1,8 milhão de reais do Curitiba Angels e outros investidores. Assim, conseguiu iniciar sua operação.

Fonte: Exame

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta