Na terça-feira (18), o governador Ratinho Junior entregou 660 novos abrigos para pontos de ônibus em cidades da RMC. Os investimentos chegam a R$ 3,2 milhões, com recursos da Comec, órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas.

As instalações começarão em março, de acordo com cronograma. O investimento é parte do planejamento de reestruturação do transporte público metropolitano. O programa engloba reorganização de linhas, subsídio, reformas em terminais, ampliação dos prazos dos cartões para deficientes e novos ônibus.

Os novos pontos de ônibus serão instalados em locais onde não haviam estruturas adequadas ou no lugar de estruturas antigas, de madeira, e apenas placas. Nessa primeira etapa do projeto, os pontos de ônibus serão distribuídos em 25 dos 29 municípios da RMC. Apenas as cidades mais estruturadas como: Curitiba, São José dos Pinhais, Pinhais e Araucária, não receberão os novos abrigos.

A RMC recebeu um pacote de investimentos para tornar a rotina mais confortável. Em 2019, foram entregues 67 novos ônibus e neste ano passaram a operar, ainda em fase de testes, novos ônibus articulados com duas catracas para embarque de passageiros. Também teve reforma nos terminais de Campina Grande do Sul, Almirante Tamandaré e Fazenda Rio Grande. Já Campo Largo, Almirante Tamandaré, Campo Magro, Colombo, Fazenda Rio Grande, Piraquara, São José dos Pinhais, por exemplo, ganharam novas linhas e horários diferenciados. Também começaram a funcionar a linha Piraquara-São José dos Pinhais; a integração metropolitana com Tunas do Paraná; a linha Tupy/Juliana, atendendo moradores de Araucária; a linha Tubo Ferrari/Hospital do Rocio, possibilitando novo acesso ao hospital em Campo Largo; e a extensão da linha Quatro Barras/Santa Cândida para alcançar o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul.

Fonte: AEN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta