Através da aprovação no Enem-PPL e em vestibulares, 122 presos de todo o Paraná poderão cursar o ensino superior em 2020, tanto em instituições públicas, como privadas. Entre os cursos mais escolhidos pelos presos estão Administração, Educação Física, Engenharias, Logística e Serviço Social.

Nos dias de hoje, todos os detentos têm acesso a salas de aula, professores da educação básica e ainda acervos bibliográficos. Além disso, 18 unidades contam com educação à distância. Tudo isso fez com que também aumentasse o número de internos matriculados.

Em todo o Paraná, mais de 8,6 mil presos fazem alguma atividade educacional. Em diversas unidades houve, inclusive, preparação para as provas de seleção.

Dos 122 internos aprovados, 46 são de Curitiba e RMC. Outros 40 são de Londrina. Dos demais, 23 estão em Francisco Beltrão; 6 estão custodiados na Colônia Penal Industrial de Maringá; 3 em Foz do Iguaçu; 2 na Penitenciária de Guarapuava; 1 em Cruzeiro do Oeste; 1 da unidade de progressão da Penitenciária de Ponta Grossa.

Além dos cursinhos preparatórios, outra ajuda aos candidatos foi a participação no Projeto de remição de pena pela leitura. Os presos que participam dele têm direito a reduzir quatro dias da pena após ler um livro e entregar uma resenha.

Fonte: AEN

Curta nossa página no facebook: 8cc74bfbefd94a7c24d9d666a51f0623

Deixe uma resposta